5 dicas de segurança para não cair em golpes digitais

Que estamos cada vez mais conectados e dependentes das novas tecnologias já é um fato que não pode ser negado, no entanto, com todas as facilidades agregadas a tecnologia, também existem diversos riscos e ameaças na internet de golpes digitais.

golpes digitais

Imagem por Cultura Inglesa

Dada a maior necessidade de encontrar novas formas de trabalho e estudo dentro de suas casas durante a pandemia de COVID-19, essa dependência aumentou ainda mais. O que pôde ser analisado foi o crescimento da ocorrência de golpes digitais, esquemas e demais crimes cibernéticos no ano de 2020, já que muitas pessoas estão conectadas por mais tempo e muitas vezes não têm o conhecimento relativo à segurança digital.

Mesmo com esses riscos, é inegável que a internet promoveu uma grande quantidade de benefícios para todo mundo, permitindo a conexão entre pessoas em lugares opostos do mundo de forma instantânea, fazer compras e transações financeiras, empréstimo e investimentos no conforto da sua casa.

Portanto, é essencial que todos os que estão tendo acesso a internet sejam orientados como agir para se prevenir de cair em golpes. Sendo importante que os consumidores se preocupem em contratar serviços de empresas que tenham política de proteção às informações de seus clientes, para evitar problemas onde ocorre o roubo de dados pessoais e a clonagem de cartões de crédito.

Para te ajudar a ter ainda mais segurança ao navegar, e evitar cair em golpes digitais, preparamos esse conteúdo com algumas dicas para que você não venha a sofrer com os danos e prejuízos acarretados pela ação dos criminosos.

5 dicas de segurança para não cair em golpes digitais

Imagem por Mieux Vivre Votre Argent

Com algumas dicas simples e bastante atenção, é possível evitar grande parte das possíveis ameaças que se pode encontrar ao navegar na internet. Assim, vamos conhecer melhor essas dicas e como elas podem te auxiliar nessa utilização segura dos recursos tecnológicos que trazem tantos benefícios para o nosso dia a dia.

1. Cuidado com mensagens de bancos

Com os diversos meios de entrar em contato, muitos bancos utilizam o envio de mensagens por sms alertar seus clientes de movimentações em suas contas, por exemplo. Se utilizando disso, muitos criminosos passaram a enviar mensagens se passando por instituições bancárias ou financeiras com o intuito de roubar dados das vítimas para assim roubar seu dinheiro.

Os celulares não são os únicos métodos utilizados, também é muito comum o envio de e-mails com essas mesmas características, onde se diz ser enviado pela instituição.

Assim, é necessário se ter cuidado, pois não é comum que os bancos utilizem esses meios para enviar informações, promoções ou mesmo sorteios. Se atentando sempre para possíveis erros e locais onde se possa verificar as informações de forma oficial.

Sendo recomendado que não se clique em nenhum link enviado nesta mensagem, pois a partir dele poderá ser feito o roubo dos seus dados. Os links e arquivos executáveis podem esconder programas nocivos, como cavalos de Tróia e spywares, que tem a função de espionar o seu computador e roubar senhas.

2. Preste atenção ao site

Ao utilizarmos sites, é necessário estar sempre atento ao endereço do site, pois muitos golpes virtuais utilizam uma prática muito simples, copiam os sites e os remete a endereços falsos. Com uma cópia do site e usuários desatentos, os criminosos poderão coletar os dados bancários do usuário.

Portanto, é muito importante que sempre se confira o endereço eletrônico (URL) que está nos links de um e-mail, sempre desconfiando de promoções muito vantajosas, que são elementos chave das armadilhas montadas pelos criminosos.

Muitas dessas armadilhas utilizam de promoções e sorteios para que o usuário se interesse em clicar no link. Deste modo, é essencial que o usuário esteja sempre atento para que não clique nesses links, muito menos quando tudo indica que ele nem mesmo se inscreveu para participar do sorteio ou promoção.

Assim, é possível fazer a verificação da idoneidade da empresa através dos dados comerciais da empresa. E antes de realizar a compra, deve- se entrar em contato com a empresa nos contatos que são disponibilizados pela companhia para que se tenha certeza da veracidade do site da empresa.

3. Atenção para promoções exorbitantes

Muitas empresas enviam mensagens de descontos e cupons eletrônicos de lojas virtuais para seus clientes para ganhar sua atenção. No entanto, assim como nas mensagens de bancos, os criminosos também utilizam o nome de empresas de vendas online com promoções imperdíveis para chamar a atenção do usuário.

É necessário estar atento ao comprar em lojas eletrônicas, sempre checando a URL e sem fornecer nenhuma informação pessoal como o número de cartão de crédito em troca de descontos.

Obviamente existem os cupons de descontos reais das lojas, mas não serão exigidos dados de cartão de crédito antes do fechamento da compra. Se a página pedir essas informações pessoais, como CPF e número do cartão de crédito, é preciso ficar atento.

4. Software de proteção

Existem no mercado hoje em dia, diversos softwares de proteção, como os antivírus. Sendo essencial para a segurança digital ter um programa antivírus e com todas as atualizações recomendadas pelo fabricante do software é uma barreira importantíssima no combate às pragas virtuais.

É importante compreender que a presença de um antivírus não é o suficiente para que se possa navegar de forma desprevenida. É necessário estar alinhado ao bom senso, pois os antivírus não reconhecem trojans brasileiros.

De modo que, devemos estar sempre atentos para a melhor forma de se proteger contra phishing scams. Deste modo, o usuário deverá se apoiar no bom senso para que não baixe arquivos que tem potencial nocivo ao computador, ou clicar em sites maliciosos que podem roubar dados do seu computador.

5. Técnicas de golpes

Os golpistas têm se atualizado a cada dia, desenvolvendo formas e métodos de golpe que são mais eficientes e mais convincentes para os usuários. Para auxiliar na identificação de fraudes e golpes, vamos conhecer melhor alguns dos métodos utilizados pelos criminosos:

Engenharia Social

Nesse método o criminoso irá entrar em contato com a vítima pedindo informações como senha, número e código de segurança do cartão, ou outras informações que podem ser utilizadas para usar sua conta ou cartão posteriormente.

Fraude amigável

Essa fraude ocorre quando uma pessoa que é próxima ao dono da conta ou cartão de crédito, faz uso dele sem a permissão do proprietário. Como a partir de prints ou ao salvar os dados de seu cartão em determinada loja e comprar itens sem autorização.

Boletos falsos

Com a popularização da emissão de boletos, muitos criminosos têm utilizado dessas técnicas para executar seus roubos. Sendo necessário estar atento ao remetente do boleto, e todos os seus dados que são exibidos antes de se executar o pagamento.

Phishing e Smishing

Nesse método é enviada uma mensagem para inúmeras pessoas e se espera que alguém seja pescado pela mensagem com alguma promoção imperdível, revelando informações pessoais como senhas, CPF e dados bancários. Sendo muito fácil cair em golpes estando desatento.

Espero que esse conteúdo tenha sido útil para a sua empresa. Em caso de mais dúvidas você pode falar com um de nossos especialistas, que estaremos mais que dispostos a te ajudar!

Sobre o autor

Categorias

Destaques

Assine nossa newsletter